Dabke: em árabe: دبكة, também transliterado como dabkah e Dabkeh.

Tem como significado “bater o pé no chão” 
É um estilo de dança potente, com saltos, gritos e batidas fortes com os pés no chão.

Há várias teorias sobre sua origem o que não está bem documentada, um dos estudos é que o Dabke vem da região do Líbano e deriva de movimentos do trabalho, onde os homens da comunidade se uniam para preencher as rachaduras que acabavam sendo abertos nos telhados das casas devido ao calor do verão, telhados estes que eram planos e feitos de ramos cobertos com barro.

Sendo o inverno um período de chuvas, entre as estações do outono/inverno, os homens subiam nos telhados e de mãos dadas para não escorregar formavam uma fila e batiam os pés enquanto caminhavam no telhado para preencher as rachaduras com o barro, para evitar que a água entrasse pelos vãos das rachaduras.

Para amenizar o árduo trabalho, com o passar do tempo foi introduzido instrumentos e canto para ajudar na motivação do grupo, uma das músicas mais conhecidas que pode ter sido criada nesta fase é musica  “aala Dalaaouna” cuja raiz no aramaico “ouna” se traduz como “ajuda mútua” – “essa música mantem-se o mesmo refrão e cada cantor vai improvisando as letras, a música poderá ser encontrada uma diferente da outra”.

Já as mulheres ajudavam levando para os homens frutas nos cestos e água nos jarros.

Com o passar do tempo o trabalho manual foi substituído por um rolo de pedra, no entanto, já acostumados continuavam a dançar nas ruas e aldeias.

Quanto ao país de origem – faz parte do folclore libanês onde teve origem no norte do país, mas também é encontrada nos países como: Síria, Palestina, Jordânia e Iraque, além de algumas tribos de beduínos que viveram perto do Líbano e áreas vizinhas, cada país com um com estilo próprio e também com estilo em comum.

Baalback no Líbano é tida como a terra do Dabke.

No Brasil é o estilo libanês que predomina devido a grande imigração ocorrida entre os séculos XIX ao XX e também é o país com maior concentração de libaneses e descendente fora do Líbano.

dabke teve origem masculina, hoje mulheres também dançam dabke, o Dabke é dançado em roda e também em coreografia: grupo, dupla … e também em casal.

É uma dança que representa trabalho e união, ganhou as praças das aldeias e a partir da década de 60 passou a se popularizar nos palcos através de grandes espetáculos e festivais.

Acabou se transformando em um ritual dançado por toda família nas celebrações em festas de casamento, aniversários e outras festividades.

O Dabke de Roda “Dabke Popular” todos podem participar independente do grau de conhecimento, as pessoas ficam lado a lado de mãos dadas, bem próximas “ombro no ombro” e através do passo básico se movimentam no sentido anti-horário formando um circulo aberto, o RAS  “Cabeça” puxa a fila, junto com mais dois ou três pessoas que seguem o Ras apresentando suas habilidades, destreza e improvisando diversos passos na roda, o restante das pessoas mantém o passo básico.

Antigamente somente homens ficavam na ponta da roda mas hoje já se vê mulheres participando.

O Dabke de Palco é montada uma coreografia através da leitura musical, o tempo não necessita ser o mesmo do dabke popular, criatividade, movimentação, variação de passos são uma das peças chaves para fazer da apresentação um grande espetáculo, além disso requer muito ensaio e sintonia entre os integrantes.

Quanto aos movimentos:
Na dança masculina
, são mais pesados, passos mais fortes, saltos e abaixamentos que exijam mais força.

Na dança feminina, os movimentos de ombro, braços e quadril são bastante utilizados para demonstrar graciosidade e feminilidade com o intuito de deixar a coreografia mais charmosa, não deixando de lado a sua característica de batida de pé ! 

Os estilos de Dabke, cada região/aldeia pode ter o seu próprio estilo, sendo algo bem especifico, mas existem dois estilos que todos que dançam Dabke conhecem.

Dabke de 1 batida contendo 6 tempos musicais o passo base marca os 6 tempos.
Dabke de 2 batidas contendo 12 tempos musicais e os passo base marca 10 tempos.
 “dabke de 2 batidas estilo é proveniente dos Beduínos”

No Brasil se dança dabke em festas de casamento, festas de famílias, restaurantes específicos, festas tradicionais e festivais de danças árabes.

Maiores informações para AULAS, WORKSHOP, SHOWS: Contato